Buscar
  • institutoamesuamente

Os pilares de um futuro melhor

“Que futuro?”. Hoje talvez você já tenha se feito essa pergunta. Afinal, com a chegada da pandemia, todos nós precisamos voltar para casa, nos isolar e, de repente, ficou difícil pensar no futuro. Com as mudanças ocorridas e o cenário de incertezas, parece que a vida se concentra mais no presente. No entanto, isso não quer dizer que a gente deva abandonar a ideia de um futuro melhor. Afinal, é cultivando um presente com saúde física e mental e equilíbrio, que o futuro sonhado pode se concretizar.


A pandemia trouxe impactos para todos. Mas, para alguns profissionais, ela foi particularmente desafiadora. No caso dos educadores, por exemplo, a adaptação teve seus custos e dificuldades. E agora, com a volta às aulas presenciais, eles devemlidar com questões delicadas que vão além do ensino. É preciso administrar medos, ansiedades, acolher o luto e lidar com mudanças. Por isso, é fundamental que esses profissionais estejam fortalecidos.


A última pesquisa realizada pela Varkey Foundation apontou que o Brasil é um dos países que menos prestigia seus professores e esse dado traz sim um cenário de preocupação. Afinal, os professores são responsáveis pela formação das nossas crianças e jovens e, naturalmente, exercem um papel importante na construção de um futuro melhor.


Além da desvalorização, outro aspecto que chama a atenção é a saúde mental dos professores. Hoje, inúmeros profissionais enfrentam uma alta carga de trabalho e acabam se deparando com o esgotamento. Os educadores, portanto, que deveriam levar o bem-estar para a sala de aula, mal conseguem orientar pais e alunos que estão passando por algum problema de saúde mental.


No post de hoje vamos falar sobre a importância de nos fortalecermos nesse momento para criar um futuro melhor. Queremos tratar sobre a valorização da saúde mental dos nossos educadores.


Saúde mental dos educadores: por que ela importa?

Em geral, tratamos sobre o tema da saúde mental apenas quando os transtornos e outras doenças aparecem. Porém, o conceito de saúde mental é muito mais amplo. Conforme explica o Presidente do Instituto Ame Sua Mente, Rodrigo Bressan nessa entrevista “a saúde mental é uma espécie de negociação entre o estado em que estamos bem com o estado onde somos invadidos por emoções e sentimentos que atrapalham o nosso funcionamento. Por isso, a gente está sempre buscando equilibrar e amenizar essas emoções e sentimentos, para que possamos pensar e agir"


Embora a saúde mental seja uma questão para toda a sociedade, ainda mais no contexto da pandemia, ela se transformou em um ponto bastante sensível no dia a dia dos educadores. Para Bressan, os professores não estavam preparados para toda a pressão e os desafios que surgiram. Hoje, boa parte dos educadores está lidando com um cenário de muita tensão e o que não faltam são conflitos que surgem por conta disso. Porém, em vez de “buscar culpados”, é preciso auxiliar os educadores e também valorizá-los. Conforme esclarece o Presidente do Instituto Ame Sua Mente “os educadores são nossos pilares, a ponte para um futuro melhor”.


Transformando o hoje

A saúde mental é uma questão da sociedade. Por isso, quando falamos de saúde mental nas escolas, mais do que trabalhar diretamente com os professores, precisamos também trabalhar o ambiente e a sociedade. Em outras palavras, é preciso auxiliar o docente a se fortalecer como indivíduo, oferecendo informação para que haja a transformação de comportamentos. Outra ação é criar um ambiente de diálogo, que favoreça a troca e também incentive os cuidados com a saúde mental. Algumas boas práticas que podem ser instituídas são:


Incentivo à cultura de cuidados com a saúde mental

Os problemas de saúde mental apresentam sintomas que podem ser identificados por um profissional de forma precoce, evitando consequências mais graves. Ter a presença de um psicólogo na escola, bem como, um espaço seguro para acolher essas questões é essencial.


Atividade física para todos

O bem-estar físico e mental andam juntos. Por isso, incentivar as atividades físicas é outro ponto importante quando se busca garantir mais saúde aos professores.


Trabalho em equipe

Muitos professores se sentem sobrecarregados com a rotina. Por isso, é importante conversar, entender onde estão os principais problemas, para que seja possível minimizar a carga de trabalho.


Melhorias nas condições de trabalho

Oferecer capacitação contínua, salários condizentes, plano de carreira e um ambiente adequado ao trabalho são o primeiro passo e impactam diretamente no bem-estar do professor.


Valorizar o professor

Como falamos no início desse post, infelizmente em nosso país o professor ainda é bastante desvalorizado. E, cabe à sociedade resgatar a importância do professor e incentivar uma nova cultura de valorização que estimule às boas práticas.


Sem dúvida, a criação de condições para a valorização da saúde mental do professor e o reconhecimento do docente é um trabalho de longo prazo, mas que pode começar hoje.


Você já parou para pensar em quem são os pilares de um futuro melhor? Conheça a Campanha Pilares do Instituto Ame Sua Mente e venha fazer parte desse movimento.


96 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo