Buscar
  • institutoamesuamente

Mulheres têm 40% mais chances de sofrer transtornos mentais

Atualizado: há um dia



A saúde mental da mulher está sob constante risco, diante das pressões sociais e estéticas a que ela é submetida diariamente. Os transtornos psicológicos que as mulheres desenvolvem com mais frequência são a depressão, a ansiedade, compulsão por comer, anorexia e bulimia – problemas que necessitam de ajuda profissional.


De acordo com uma pesquisa feita pelo Dr. Daniel Freeman, psicólogo da Universidade de Oxford, no Reino Unido, as mulheres têm 40% mais chances do que os homens de sofrer algum transtorno mental. O estudo foi feito a partir da análise de 12 pesquisas epidemiológicas de larga escala realizadas na Europa, Estados Unidos, Austrália e Nova Zelândia.


A pesquisa de Oxford também concluiu que as mulheres têm 75% mais chances de ter sofrido depressão em um período recente do que os homens, e 60% maior para ansiedade. O levantamento apontou ainda que os homens costumam abusar de substâncias químicas 2,5 vezes mais que as mulheres, como uma forma de escape para os problemas.


Em entrevista ao jornal The Guardian, o pesquisador afirmou que as mulheres estão mais sujeitas aos transtornos mentais porque elas tendem a sofrer mais do que ele chamou de “problemas internos”. “Elas pegam os problemas para si, enquanto os homens tendem a externalizar e os transferem para coisas de seus ambientes, como o álcool e a raiva”, disse Freeman.


Contudo, de acordo com o IBGE, o consumo de álcool vem subindo principalmente entre as mulheres no Brasil. Segundo a instituição, 17% das mulheres adultas afirmam ter bebido uma vez ou mais por semana em 2019, índice 4,1 pontos percentuais maior que em 2013 (12,9%). Esse dado foi responsável por puxar o consumo de álcool no país para cima, já que entre os homens houve uma elevação de apenas 1 ponto percentual.


Para o pesquisador Daniel Freeman, a impossibilidade de dar conta de tudo leva a uma baixa autoestima. “As mulheres tendem a se ver mais negativamente do que os homens, e isso é um fator de vulnerabilidade para muitos problemas de saúde mental”, diz.


A propensão aos distúrbios mentais nas mulheres tem início já na infância. De acordo com um levantamento realizado pela Secretaria de Saúde de São Paulo, 77% das adolescentes do estado podem desenvolver distúrbios alimentares como anorexia, bulimia e compulsão por comer.


Para a Organização Mundial de Saúde (OMS) - que afirma que a saúde mental feminina é afetada por seu contexto de vida e por fatores externos socioculturais, econômicos, de infraestrutura ou ambientais - a transformação desses fatores seria o ideal para uma prevenção primária dos adoecimentos psicológicos das mulheres.


O Instituto Ame Sua Mente incentiva conversas mais abertas sobre o tema da saúde mental. Uma em cada quatro pessoas experimenta problemas de saúde mental e falar sobre o assunto ajuda a quebrar o estigma e a discriminação que muitas pessoas ainda enfrentam - facilitando que todos se beneficiem do apoio das pessoas ao seu redor. Cuide da sua saúde mental e cuide dos seus. Acompanhe nossas redes, estamos no Instagram, Facebook e no Linkedin. Faça parte desse movimento e use a hashtag #AmeSuaMente.

Nossa equipe faz curadoria do que é publicado em nosso blog com o monitoramento de fontes confiáveis. O texto é de responsabilidade do autor. Leia a matéria completa de Pedro Jordão para o IG Delas.



11 visualizações0 comentário

Instituto Ame Sua Mente

Rua Marselhesa, 642

Vila Mariana, São Paulo, SP
CEP: 04020-060

©2019 por Ame sua mente. Criado com Wix.com