Buscar
  • institutoamesuamente

Meditação e Mindfulness: ferramentas simples para o seu bem-estar

É muito provável que você já tenha escutado algo sobre meditação e mindfulness. Mas, ao escutar essas palavras, logo você imagina um monge, em posição de lótus, na mais absoluta calma e silêncio. Algo bem distante da sua realidade, não é mesmo?


Se você é daquelas pessoas que almoça vendo um celular, tem mais de mil abas abertas no navegador do seu computador, não consegue se concentrar na leitura e se sente sempre distraída e insatisfeita, você não está sozinha! Vivemos na era da informação e, justamente por não darmos a devida atenção ao momento presente, estamos quase sempre distraídos.


O pior é que a maioria das pessoas aceita essa condição, como se isso fosse um paradigma da sociedade moderna. O que muitos não sabem é que esses hábitos têm um enorme impacto sobre a nossa saúde mental.


O equilíbrio mental não é apenas um detalhe. Ele é fundamental para a nossa estabilidade emocional. Sem uma mente equilibrada é impossível sermos gentis conosco e com o mundo, é impensável estabelecer relações de empatia. Ter uma mente equilibrada é essencial para a criatividade, o foco e a espontaneidade. Sem isso, fazer o nosso melhor, em qualquer área das nossas vidas, fica realmente difícil.


Mas, mesmo assim, continuamos boa parte do tempo preocupados com questões como o seguro do carro, as contas, as férias ou o próximo episódio da nossa série favorita… E, justamente por isso, encontrar ferramentas simples para o nosso bem-estar é algo tão importante!


Ao contrário do que muita gente pensa, meditação e mindfulness não são técnicas feitas apenas para monges. Elas são boas ferramentas que podem ajudar você a se equilibrar e encontrar mais felicidade no seu dia a dia. Confira!


Meditação versus mindfulness

Tanto a meditação quanto o mindfulness são técnicas que auxiliam no equilíbrio mental. Ambas ajudam a fazer uma espécie de “faxina” na nossa mente, para que possamos restabelecer a clareza, o foco e a calma. Embora elas tenham uma série de características comuns, na prática, elas são bem diferentes.


Mindfulness, do inglês, significa “atenção plena”. A sua prática, portanto, pode ser traduzida de diferentes maneiras. Praticar mindfullness significa prestar atenção no momento presente, de forma intencional, sem qualquer forma de julgamento. Há quem diga que praticar mindfullness é sentir e observar o momento presente, porém, sem engajar com pensamentos, sentimentos e sensações que se relacionem com eles. Também significa observar aquilo que o momento presente tem a lhe dizer por si só, e não o que você tem a dizer sobre ele. Todas essas definições nos ajudam a compreender o conceito de mindfulness e é importante que você tenha em mente que sim, essa prática também é uma forma de meditação.


Porém, a meditação é algo mais amplo. Hoje existem diferentes técnicas de meditação além do mindfulness. A meditação está relacionada a diferentes filosofias e religiões, incluindo o hinduísmo, o taoísmo, o budismo, entre outras e, para cada uma dessas linhas, existem técnicas e preceitos diferentes.



A importância do momento presente

Bom, se você chegou até aqui sem parar para olhar a próxima notificação do seu celular, provavelmente você está curioso porque essas duas técnicas são tão importantes e como elas podem ajudar você no seu dia a dia, certo?


Hoje estamos constantemente ocupados e quase sempre insatisfeitos. A era digital é bastante acelerada, o que nos gera a sensação de que nunca somos suficientes e não temos tempo para realizar tudo aquilo que gostaríamos. A ansiedade, constantemente, faz parte da nossa rotina e por isso é muito comum que a gente se perca em nossos pensamentos, preocupações, angústias e medos. Coisas que, muitas vezes, sequer são reais!


A ideia de incluir a meditação ou o mindfullness no nosso dia a dia serve justamente para desacelerarmos e colocarmos as coisas em perspectiva. Em outras palavras, ambos nos dão uma oportunidade para dar um passo atrás e ver de forma diferente tudo aquilo que está acontecendo na nossa vida. Sim, nós não temos o poder de mudar muitas coisas, mas podemos transformar a forma como as enxergamos. E esse é o grande “poder” dessas duas técnicas.


Para praticar a meditação e o mindfullness você não precisa de tapete de yoga, incenso, posição de lótus ou ir para o alto de uma montanha! Tudo o que você precisa é de dez minutinhos para se conectar com o presente e experimentar uma sensação de calma, clareza e foco.


Como praticar meditação e mindfulness?

Cuidar da nossa mente é tão importante quanto cuidar do nosso corpo. Não é à toa que a saúde mental é um tema que vem ganhando destaque, especialmente durante a pandemia, onde todos foram retirados da zona de conforto e passamos a lidar com questões e sentimentos complexos, como a incerteza, a insegurança, o luto e o medo. O isolamento social associado à tecnologia também nos coloca diante de uma bomba relógio. É muito comum se distanciar da própria realidade, para viver o mundo da tela e assim se desconectar completamente com o momento presente.


Porém, cuidar da nossa mente é algo tão subjetivo quanto cuidar do corpo. Por isso, o ideal é experimentar e construir as práticas de autocuidado que funcionam melhor para você.


Aplicativos de meditação

Existem hoje inúmeros aplicativos gratuitos de meditação e mindfulness que podem auxiliar você a incluir essa prática no seu dia a dia. O legal é experimentar diferentes ferramentas e buscar aquela que você mais gosta.


O 5 minutos (disponível para Android e iOS) é todo em português e ideal para os iniciantes que querem inserir a prática na rotina, mas não tem muito tempo.


O Medite.se é outra opção (disponível para Android e iOS), com diversas meditações guiadas em português.


O Insight Timer é um aplicativo bastante completo (disponível para Android e iOS). Além de contar com diversas meditações guiadas em inglês, ele também tem a opção de timers com sons diversos onde você pode meditar no tempo que definir.


Saindo do piloto automático

Para quem não é fã dos aplicativos, praticar atenção plena para aquelas atividades que realizamos no piloto automático também é uma boa opção. Que tal fazer uma refeição em silêncio, prestando atenção no sabor dos alimentos, na mastigação, na textura? E escovar os dentes? Tomar banho? No nosso dia a dia realizamos uma série de atividades no “piloto automático” e só de mudar a forma como executamos essas tarefas, colocando um pouco mais de atenção, já é um grande avanço que pode trazer uma série de mudanças.


Tanto os benefícios da meditação quanto do mindfulness são sentidos a longo prazo. Por isso, incorporar alguma das práticas em uma rotina de autocuidado é fundamental para atingir maior bem-estar e satisfação.


Você pratica meditação e mindfulness? Veja também outras práticas para você se cuidar mesmo quando as notícias são aterrorizantes.


72 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo