Buscar
  • institutoamesuamente

No dia Nacional do Livro, que tal saber mais sobre a saúde mental?

O tema da saúde mental ganhou destaque nesses dois últimos anos. Com a pandemia e seus “efeitos colaterais”, todos nós sentimos na pele que negligenciar a mente afeta a saúde como um todo. Porém, embora mais pessoas estejam conscientes sobre a importância da saúde mental, ainda existem inúmeros estigmas e preconceitos. Para combater isso, nada melhor do que conhecimento e informação.


Os livros são, sem dúvida, uma ótima forma de entretenimento e também uma excelente fonte de aprendizado. Aproveitando que no dia 29 de outubro comemora-se o Dia Nacional do Livro, separamos uma seleção de livros bem bacanas para quem quer aprender mais sobre saúde mental. Confira!


“O corpo guarda marcas”

Para quem se interessa por saúde mental e questões relacionadas com o trauma, o livro “O corpo guarda marcas” é uma ótima indicação de leitura. Escrito pela Dra. Bessel van der Kolk, ele narra uma série de descobertas científicas recentes, revelando que o trauma não afeta apenas a nossa mente, mas também o corpo.


De acordo com a autora, situações traumáticas podem comprometer as capacidades de prazer, envolvimento, autocontrole e confiança das vítimas. O livro, que é um dos mais vendidos segundo o New York Times, explora uma série de métodos de tratamento que ajudam a ativar a neuroplasticidade natural do cérebro em pacientes que passaram por esse tipo de evento.


Além de demonstrar as conquistas da neurociência, o livro também é uma fonte para que os leitores possam conhecer melhor as terapias e novas abordagens para lidar com o trauma.

Yoga, terapia de dessensibilização e reprocessamento do movimento ocular (EMDR) são alguns dos exemplos trazidos pela autora.


“O corpo guarda marcas” atraiu o interesse e elogios de muitos estudiosos e profissionais tanto da psicologia quanto da neurociência.


“Mude seu cérebro, mude seu corpo”

Para quem gosta de ciência e de entender um pouco mais sobre o funcionamento do nosso cérebro este é um ótimo livro. O autor e neuropsiquiatra Daniel G. Amen expõe de que forma a ansiedade, a depressão, a obsessão, a impulsividade e a raiva podem estar relacionadas ao modo como estruturas específicas funcionam em seu cérebro. Ele usa evidências científicas e pesquisas compiladas de 100 mil exames para explicar a mecânica de como o cérebro contribui para a saúde mental em geral.


O livro também compartilha técnicas para diminuir a ansiedade, combater a depressão, controlar a raiva, aumentar a memória, aguçar o foco e lidar com a sensação de

estar travado ou bloqueado.


“Domine seus nervos”

Esse livro é super indicado para quem quer entender melhor a ansiedade. Escrito pela Dra. Claire Weekes, “Domine seus nervos” fornece um passo a passo sobre como compreender e mitigar os principais sintomas da ansiedade. Ela usa sua própria experiência e cenários de seu trabalho pioneiro em psiquiatria para fornecer um caminho claro e ajudar os leitores a encontrar seu próprio poder.


“Calma: técnicas comprovadas para acabar com a ansiedade”

Neste livro, a psicóloga clínica Jill Weber descreve as principais técnicas que utiliza para ajudar pessoas de todas as idades e gêneros a controlar a própria ansiedade. Dividido em três seções: sentimentos, comportamentos e pensamentos, o livro aborda os principais sintomas de ansiedade e fornece uma explicação sobre como o indivíduo pode lidar com eles, explorando técnicas para controlá-los e um caminho para encontrar a calma interior. A leitura é bem fácil e todas as técnicas são simples de compreender e aplicar.


“Talvez você deva conversar com alguém”

Como já falamos aqui no blog, até hoje, a terapia sofre preconceito. Se você é uma daquelas pessoas que ainda tem dúvidas sobre os benefícios desta ferramenta, sobretudo para o autoconhecimento, o livro “Talvez você deva conversar com alguém” é uma ótima dica.


O livro é bem interessante porque narra o processo de uma psicóloga que busca a terapia como forma de superar um rompimento inesperado. A posição terapeuta-paciente é muito explorada durante toda a narrativa, que reúne boas doses de humor. Por meio de suas palavras, os leitores certamente ficarão mais esperançosos ao ver que a condição humana é algo que todos compartilhamos.


“Burnout: o segredo para romper com o ciclo de estresse”

E se superar o esgotamento mental fosse mais fácil do que imaginávamos? Na obra “Burnout: o segredo para romper com o ciclo de estresse” as irmãs Emily Nagoski e Amelia Nagoski exploram o ciclo do estresse biológico, explicando por que as mulheres experimentam o esgotamento de maneira diferente dos homens e como é possível minimizar esse sentimento e controlar as emoções advindas dele.


De acordo com o livro, o burnout se caracteriza pela exaustão emocional, despersonalização e diminuição do senso de realização. As autoras esclarecem que não é só porque você lidou com um fator estressor que você pode chegar ao esgotamento. Segundo elas, o que leva ao burnout é ficar preso a uma espécie de ciclo do estresse, do qual você não consegue sair. Para as autoras, a melhor forma de solucionar o burnout é melhorar as técnicas de planejamento do dia a dia, minimizando ao máximo a quantidade de estresse que faz parte da sua rotina.


Essas foram as nossas dicas de leitura para quem deseja conhecer mais sobre alguns dos temas que envolvem a saúde da nossa mente. Porém, é importante ressaltar que nenhum livro substitui o diagnóstico de um profissional ou a terapia.


Você também gosta de entender mais sobre a mente? Veja como a saúde mental pode auxiliar na recuperação de doenças.




98 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo