Buscar
  • institutoamesuamente

Falta de informação ajuda a estigmatizar transtornos mentais

Atualizado: 15 de Nov de 2019

Por Toya Lorch


Estigma e discriminação são os principais obstáculos para iniciarmos uma conversa produtiva sobre saúde mental. Para que mais pessoas se sintam à vontade para abordar o tema, seja para buscar ajuda ou ajudar os outros, é necessário mudar a forma como entendemos os problemas de saúde mental. Algumas dicas:

Não associe questões de saúde mental à vergonha, fraqueza e falta de vontade para melhorar. Lembre-se que 1 em cada 4 pessoas terá, em algum momento da vida, sua saúde mental comprometida. Assim como ninguém escolhe conscientemente ficar doente fisicamente, ninguém escolhe sofrer e ter sua vida impactada negativamente devido a um problema de saúde mental.

Estabeleça paralelos entre saúde física e mental para tornar o tema mais acessível e diminuir estigma. O cérebro é um órgão do corpo (como os demais), portanto é fundamental sabermos quais hábitos contribuem e comprometem sua saúde e funcionalidade. Diferentemente dos diagnósticos físicos, ainda não existem exames para identificar o quanto uma pessoa está ou não bem mentalmente. Sendo assim, é fundamental prestar atenção nos pensamentos, sentimentos e comportamentos, pois eles são indicadores sobre como está a saúde mental da pessoa. Assim como no cuidado com a saúde física, busque informações e ajuda profissional caso você se sinta inseguro e despreparado para lidar com situações mais complexas.

O Instituto Ame Sua Mente tem como objetivo criar uma nova cultura sobre saúde mental e para isso, contamos com seu comprometimento para começar essa conversa! Acompanhe nossas redes, estamos também no Instagram e no Linkedin. Faça parte desse movimento, use a hashtag #AmeSuaMente.

0 visualização

Instituto Ame Sua Mente

Rua Marselhesa, 642

Vila Mariana, São Paulo, SP
CEP: 04020-060

©2019 por Ame sua mente. Criado com Wix.com